Cloud computing vs. On Premise: 7 vantagens e custos de cada um

Os principais fornecedores de tecnologia têm intensificado seus esforços para enfatizar os benefícios do Cloud Computing em atividades como: armazenamento de dados, execução de aplicativos, plataformas e infraestrutura. Mas, no Brasil, ele ainda encontra resistência de muitos empresários que se sentem inseguros com esse novo paradigma tecnológico, preferindo manter o Datacenter físico em suas organizações.

Com certeza, o Cloud Computing pode impactar positivamente na forma como você gerencia o seu laboratório e a migração para o Cloud Computing mais comum em nosso país é a híbrida, que une o banco de dados físico com o online. Apesar da resistência, é inegável que ele, hoje, não é mais uma inovação, e sim uma necessidade de mercado.

Para os laboratórios, qual sistema seria mais vantajoso, o On Premise ou o Cloud Computing? Será que não está na hora da sua empresa migrar? Leia o nosso artigo e entenda os benefícios e custos de cada tecnologia!

O que é Cloud Computing e quais são os seus prós e contras?

Resumidamente, o Cloud Computing, também conhecido como computação em nuvem, é a tecnologia hospedada e executada na internet. Por exemplo, ao acessar uma rede social como o Facebook, não há necessidade de instalar um programa no computador. Por isso, o Facebook é uma aplicação em Nuvem.

O Cloud Computing pode ser usado para guardar dados, hospedar sites, executar programas, tarefas e desenvolver softwares. Ele também é um grande aliado às boas práticas de Disaster Recovery e muitos especialistas concordam em afirmar que ela traz mais segurança às empresas. Abaixo, confira os prós e contras desta tecnologia:

Vantagens da Cloud Computing

1- Não há necessidade de executar manutenção no servidor

Você não precisa mais gerenciar seu próprio hardware e software. Isso não apenas gera mais espaço em sua empresa, como também elimina os custos de manutenção e eletricidade.

2- Custos reduzidos

Quando seus aplicativos ou banco de dados são executados na nuvem, a equipe de TI não precisa se preocupar com os servidores, redes e suporte. Todas essas obrigações são atendidas pelo provedor da nuvem.

3- Melhora o fluxo de caixa

Quando há necessidade de implantar um sistema grande e que requeira o uso de vários servidores e softwares, também é necessário um investimento inicial igualmente extenso. Porém, ao usar a mesma tecnologia na nuvem, os encargos normais são cobrados mensalmente como uma despesa operacional, em vez de uma despesa de capital. Isso melhora o fluxo de caixa de uma empresa.

4- Computação móvel é facilitada

A maioria das empresas têm protocolos de segurança complicados, mas com o acesso à nuvem, as autorizações para o uso de mobile são atendidas sem esforço.

5- Melhor integração com outros sistemas

A nuvem foi projetada com o propósito de ter uma fácil interoperabilidade, o que adiciona a opção para uso atual ou futuro de produtos adicionais.

6- Implementação mais rápida

As soluções Cloud são gerenciadas e hospedadas pelo fornecedor. Isso significa que você não precisa configurar ou instalar qualquer hardware ou software.

7- Data Back-Ups

Os servidores locais correm o risco de sofrerem danos físicos e acidentes. Em caso de sinistro, você pode perder todos os seus dados contidos naquele equipamento.

Já na tecnologia em nuvem, seus dados são hospedados e replicados, o que é chamado de redundância. Isso significa que as informações são copiadas para pelo menos dois locais, então, se um deles falhar, você não perderá seus documentos.

O que é um software On Premise?

É a modalidade de compra da licença de softwares ou outras tecnologias. Basicamente, você compra uma licença vitalícia.

Muitas empresas oferecem as duas modalidades de licença, como a adobe. Você pode pagar uma taxa mensal e ter acesso a todos os softwares da Adobe Reader ou ainda pagar uma licença vitalícia e ter que usar os softwares daquela versão adquirida.

O On Premise ainda é muito usado por muitos empresários que, por falta de conhecimento ou por necessidades internas, paga mais caro por uma tecnologia que seria muito mais rápida e segura se fosse na nuvem. Confira uma lista das principais vantagens em usar o On Premise:

Vantagens de usar o On Premise

Custo total de propriedade (TCO)

Comprar uma licença On Premise é muito mais caro do que uma em nuvem. A nuvem oferece uma assinatura acessível para o uso dos softwares e possui um custo muito baixo de implementação. No entanto, a longo prazo, o valor pago na assinatura pode superar o custo total de propriedade do Software.

É importante considerar que as aplicações lançam novas versões e, muitas vezes, somos obrigados a comprar novas licenças On Premise, pois as versões antigas estão obsoletas. O software em nuvem estará sempre atualizado.

Riscos externos e total controle de dados

Apesar de a nuvem oferecer muitas vantagens com relação à segurança, ela oferece riscos também. Principalmente quando o fornecedor não é muito idôneo. Neste caso, os servidores On Premise possuem a vantagem de serem totalmente controlados pela empresa.

O uso de uma tecnologia moderna e arrojada impacta nos resultados do laboratório a curto, médio e longo prazo. Quando se trata de escolher um novo sistema para o laboratório, existem mais opções do que nunca. Felizmente, os modelos de implantação baseados na nuvem tornaram os softwares mais acessíveis. Antes de optar pelos serviços em nuvem, procure uma empresa com experiência em seus serviços e boa reputação.

Hoje, o Sample Manager Cloud é uma opção viável e vantajosa para os laboratórios. Com o Cloud Sample Manager, a instalação do sistema tem um custo menor, tanto de equipe interna de laboratório quanto em equipamento. Ela diminui a necessidade de compra de hardwares e possui uma implantação mais ágil e eficiente.

Achou o artigo útil? Assine a nossa newsletter e receba outras dicas para melhorar o seu laboratório!

Veja também

Interfusão TI

Criando soluções em LIMS e P&D

LEIA TAMBÉM

Empresa do Grupo